20.12.11

A voz do He Man

Voz de homem é um negócio muito maneiro. Percebi isso na primeira vez que vi Indiana Jones, quando, lá pelas tantas, não estava mais nem aí se o mocinho ia achar o Graal ou se espatifar num precipício,  o que eu queria mesmo era ver o Sean Connery calando a boca do Harrison Ford  usando apenas a autoridade do timbre -  só uma voz como aquela é capaz de deixar em silêncio um herói de Spielberg.  

Essa semana eu me deparei com outra voz que marcou minha infância: conheci o dublador do He Man. Tudo bem que o He Man nunca foi o príncipe dos meus sonhos, e eu, mesmo pequena, já sabia que bronzeamento artificial não era exatamente o que eu admiraria num homem; de qualquer forma, desde aquela época, eu já tinha a noção de que bastava um belo par de cordas vocais pra um cara conquistar todo o meu respeito. 


video

ele tem a força.


:)
Ocorreu um erro neste gadget